"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

sábado, 19 de abril de 2014

Vida em flor

Hoje eu faria até três poesias à vida
e cantaria gracias a ela com Mercedes Sosa.

porque felicidade é a cor do lápis
que a gente vai colorindo
pelos caminhos da folha...

---------------------------

Eu tive que apagar a luz
e ler com o cinza do abajur
as letras miúdas
quase mudas
que compactuavam com meu silêncio.
Paciência!


Eu não me arrependo
das flores que sepultei ainda jovem
Dos amores que abandonei
à beira do porto.

Eu fui atrás do arco-íris
e atrás do arco-íris há mesmo um tesouro.
as cores da estrada, do arco
fui eu quem pintei.

da vida não esperei nada
além do que eu plantei.

(Raquel Amarante)


sexta-feira, 11 de abril de 2014

segunda-feira, 31 de março de 2014

Amor perene falta

O amor é mesmo o que sobra
o que resta, depois que tudo acaba...
é a lacuna que ficou entre os amantes
é o sonho impertinente
que a repressão permitiu lembrar
é uma lembrança vaga, mas acesa
é certa melancolia na madrugada
é o que escapa aos dedos
é uma vontade de aproximar...

Amor é isso que nos desperta para o sonho,
que nos acorda pra dentro.
É o que nos faz desejar...

(Raquel Amarante)

domingo, 23 de março de 2014

As chuvas da Capital

A leveza das águas me levam
me lavam
e as avenidas voltam a ser grandes
e eu não me perco mais nas ruas vagas
e eu já não tenho mais nenhuma lágrima
só tenho canções e sutilezas
e a beleza dos livros,
regada a risos e a absinto
com os amigos zapatistas.

A vida é leve
a gente canta e toca djavan
a vida é vã
mas a gente acerta a melodia
e isso é o que importa.

A vida é leve
não toda.
mas o horizonte anda belo.
a gente fala de amores e desamores
de música e sexo
de Rimbaud a Baudelaire
A gente brinda a vida
com nostalgias de outrora

A gente critica os novos jovens
como se fôssemos veteranos no mundo
a gente quer amores de caminhar de mãos dadas na pracinha.
e a gente também quer amores onde haja sexo o tempo todo.

A gente quer a liberdade sem vazio
e olhar nos olhos apaixonadamente
A gente quer justiça social e equidade
A gente tem quase a mesma idade e os mesmos anseios.

A gente discute política e concordância verbal
A gente não é neutro em relação ao mundo
"A gente" é mais certo que alguns "Nós"...
E a leveza está na congruência...

(Raquel Amarante)



domingo, 16 de março de 2014

Carta não enviada nº 26: Considerações finais de texto de amor...

Sir. Pudim,

Infindáveis eram meus pensamentos imaginando nós... Um laço belo que construí no âmago do meu ser. Diante de inúmeros fatores tive que interromper o meu desejo principal e investir nos secundários... Mas, você não entendeu ou entendeu e quis viver sua vida. Até aí eu entendo... Ninguém é obrigado a esperar por ninguém. Agora, emoções e sentimentos foram implicados nesta escolha. Dizer a alguém que o ama tem sido banalizado... Pois num dia se ama alguém, no outro se ama outro alguém... Eu confesso não entender isso... A inconstância no amor, a necessidade de estar com alguém. Porque eu não sou assim... Eu não preciso estar com ninguém pra ser mais feliz, ou pra ser mais eu. Eu não preciso mostrar que estou feliz pra ninguém, nem preciso divulgar uma vida de felicidade aparente em redes sociais. 
Eu procuro e vou adiante no que acho que faz sentido para minha vida e achava o máximo que você estivesse nela. Mas agora não. Gosto de exclusividade no amor... Você, por seus motivos, escolheu fazer o que você achava que era melhor para você e o fez. Não pense agora que pode voltar e reivindicar um lugar na minha vida ou mesmo algum contato, só porque, já diziam os astros, "água apaga fogo" (risos). Ter escolhido pelo que escolheu, sendo um final de semana ou um mês, para mim não importa, fez com que eu perdesse todo o encanto que eu sentia por você, todo o desejo que eu tinha por você, foi como se atirasse uma pedra e estilhaçasse o espelho que continha nossa imagem. Estilhaçado, não é possível recompor... Logo, acabou. 
Não consigo enxergar o nós que eu enxergava nas idas e vindas, não vejo mais nada. Sinto apenas as incompatibilidades.
Não há erros! Cada um priorizou o que achou melhor e ambas as priorizações têm consequências. Culminaram no fim.
Assim seja.

Stella Graal




Saiba mais sobre esta e as outras cartas: Sobre as "Cartas não enviadas" 



Canções do Varal

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...